27 de dez de 2012

Macabro (Rumah Dara, 2009)

   A emoção de encontrar o filme que procurou por muito tempo é tão incrível, por um momento eu não estava nem acreditando que baixei esse filme. É estranho, eu não tinha interesse no filme em si, mas logo me interessei pelo país onde o filme foi feito. Eu nunca assisti a um filme indonésio, experiências nunca são suficientes.
   Rumah Dara é um daqueles filmes de terror onde começa em um lugar no meio do nada com alguns amigos espetos, só que não. Esses amigos espertos do filme então vão viajar para a Austrália, eles em um dia chuvoso então dirigem até o aeroporto, mas tem sempre aquele clichê que pode estragar tudo, gente pedindo carona. É isso mesmo, na estrada os amigos espertos de tudo acabam se debatendo com uma jovem que diz ter sido roubada e que precisa voltar para casa, como os amigos são burros, guiam a guria até em casa e chegando lá ela os chama para entrar e conhecer a mãe legal que ela tem. Mas quem se importa com isso tudo quando em uma noite chuvosa o aeroporto está aberto? Só na Indonésia mesmo!
   Sacou a mistura? Rumah Dara tem um pouco de O Massacre da Serra Elétrica, um pouco de A Fronteira e um pinguinho de A Morte Pede Carona. 
   A coisa mais legal do filme é realmente a mistura danada, adorei as cenas com a serra elétrica, mas fiquei abismado com aquele cara mutante e com a feiura dos policiais.   
   Por esse breve resumo já dá pra saber que o filme tem uma sucessão de clichês. Também é um filme que infelizmente não tem estória, basicamente a estória do filme fala sobre algumas pessoas aleatórias que estão lá de boa viajando numa madrugada conhecem uma garota pedindo carona e de um dia pra outro a vida desses desconhecidos vira um inferno. A única coisa boa no roteiro foi a ordem cronológica das coisas, tudo aconteceu quando era para acontecer, não teve enrolação pra matança começar.
    A parte do gore já é ao contrário da estória ou da falta dela. Por incrível que pareça as cenas de gore são bem-feitas, sangue para tudo quanto é lado, já que eu gosto muito de gore adorei!
   Para se comparar esse filme com O Massacre da Serra Elétrica precisaria de um personagem marcante, Dara é essa personagem marcante. Eu adorei a Dara, ela tinha aquela pegada bizarra e diferente, além dos seus métodos assustadores, como transformar os filhos em assassinos. Shareefa Daanish com certeza se destaca do resto do elenco, Dara mesmo sendo uma personagem caricata é uma personagem muito bem interpretada, principalmente nas cenas em que ela surta. 
   As outras atuações ficam no meio termo, como eu disse, Shareefa é a única que se destaca, algumas das outras atuações são até risíveis de tão ruins, principalmente a do Eko e do Jimmy, atuações muito infelizes. 
   Não fiquei com medo, não me assustei, não teve estória, mas quem liga? Dara é uma personagem única, gostei do gore e gostei da iniciativa dos criadores de fazerem esse filme, sem ele eu acho que nunca assistiria um filme indonésio, valeu totalmente a pena a experiência! 

Um comentário:

  1. Esse filme para mim,é um daqueles filmes que você torce para os personagens do "bem" escaparem e que tenham um final feliz,ou não,quem sabe!kkkkkk!
    E parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir

(: